O sabor do Tao na ponta da língua – Osho

quinta-feira, 21 junho , 2012 postado por webmaster

Osho Meditando

 

Uma vez que você saiba como relaxar, pela primeira vez a vida começará a acontecer. Desnecessariamente estamos nos empenhando em atingir
algo; na verdade, o próprio esforço para atingi-lo é a barreira.
A vida acontece – não pode ser atingida. Quanto mais você se empenha em atingi-la, menos a tem. Você não precisa ir a ela; ela vem por si mesma. Tudo o que é necessário é um estado de total receptividade, de abertura.
Você precisa ser um anfitrião da vida. A vida não precisa ser perseguida. Na perseguição está a infelicidade; quanto mais você a persegue, mais distante
ela fica.
E a vida contém tudo. Ela contém Deus, a bem-aventurança, a bênção, a beleza, o bem, a verdade, o que quer que você queira – ela contém tudo;
nada mais existe a não ser a vida. Vida é o nome da totalidade da existência.

Você precisa aprender a ser pacientemente relaxado, e o milagre dos milagres acontece: um dia, quando você estiver realmente relaxado, algo
repentinamente muda; uma cortina desaparece e você percebe as coisas como elas são. Se seus olhos estiverem muito cheios de desejos, de expectativas,
de ambições, eles não poderão perceber a realidade. Os olhos estão encobertos com a poeira dos desejos. Toda busca é fútil, é um subproduto da mente. Estar em um estado de não-busca é o grande momento de transformação.

 

Osho, The Tong-Tip Taste of Tao, # 15

 

Gratidão a Safi pela maravilhosa foto de Osho

categorias citações, Osho | Ainda sem comentários, seja o primeiro! »

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por O Tao do site