Osho – Livros que Amei

sábado, 30 março , 2013 postado por keli

528440_330790277006000_366749432_n

“ Quando a meditação ri e a risada medita, o milagre acontece …”

Osho ( Livros que Amei )

 

Décimo, e até que enfim o último. Estou com medo – por isso fiquei

um pouco hesitante em dizer ou não dizer – Mulla Nasruddin! Ele não é um

personagem de ficção; ele era um sufi e seu túmulo ainda existe, mas era

um homem tal que não pôde resistir de fazer piada até mesmo de sua sepultura.

Ele fez um pedido… que sua lápide fosse apenas uma porta trancada

com as chaves atiradas no fundo do oceano.

Ora, isso é estranho… As pessoas vão ver seu túmulo e podem rodear

a porta, pois não há paredes. Lá existe simplesmente uma porta em pé

e absolutamente nenhuma parede, e a porta está trancada! O homem Mulla

Nasruddin deve estar rindo do seu túmulo.

Não amei alguém como amei Nasruddin. Ele é um dos homens que

uniram a religião com a gargalhada, de outro modo elas sempre ficaram

de costas uma para a outra. Nasruddin as forçou a abandonarem sua

velha inimizade e a se tornarem amigas, e quando a religião e a gargalhada se

encontram, quando a meditação ri e a risada medita, o milagre acontece …

milagre de todos os milagres.

Apenas dois minutos para mim.

Sempre adoro parar quando as coisas estão em seu clímax.

Osho

categorias trechos de livros de Osho | Ainda sem comentários, seja o primeiro! »

Compartilhe!

Deixe uma resposta

Desenvolvido por O Tao do site