dinâmica

sexta-feira, 16 dezembro , 2011 postado por webmaster

Instruções para a Meditação Dinâmica.

Primeiro estágio: 10 minutos.

Respire rapidamente para dentro e para fora através do nariz, de maneira intensa e caótica. Comece com uma respiração. A respiração deve entrar profundamente nos pulmões. Seja tão rápido quanto possa na sua respiração. Faça isso tão totalmente quanto lhe seja possível; sem contrair o corpo, assegure-se de que o pescoço e os ombros permanecem relaxados. Continue sem parar até que você, literalmente, se torne a respiração, permitindo que a respiração seja caótica. Movendo os braços e seu corpo de um jeito natural, ajudará sua energia a subir . Sinta sua energia se desenvolvendo; não pare durante o primeiro estágio e jamais diminua o ritmo.

Segundo estágio: 10 minutos.

Seja o seu corpo. Dê, ao seu corpo, liberdade para expressar o que quer que seja… EXPLODA!… Deixe o seu corpo tomar conta. Deixe sair tudo que precisa ser jogado fora. Fique totalmente louco… Cante, grite, ria, berre, chore, pule, balance, dance, chute e solte-se. Não retenha nada, mantenha todo o seu corpo se movendo. Um pouco de representação muitas vezes ajuda a dar a partida. Nunca permita que sua mente interfira com o que está acontecendo. Lembre-se de ser total com o seu corpo.

Terceiro estágio: 10 minutos.

Deixando os seus ombros e os seu pescoço relaxados, levante ambos os braços tão alto quanto possa, sem trancar os cotovelos. Com os braços levantados, pule gritando o mantra Hoo!…Hoo!…Hoo!… (pronuncia-se Ru) tão profundamente quanto possível, vindo do fundo de sua barriga. A cada vez que você tocar o chão com a planta dos pés (assegurando-se de que os calcanhares estão tocando o chão), deixe o som martelar profundamente dentro do centro sexual. Dê tudo que você tenha, exaura-se completamente.

Quarto estágio: 15 minutos.

PARE! Congele-se onde você estiver, em qualquer posição que você se encontre. Não ajeite o corpo de maneira nenhuma. Uma tosse, um movimento, qualquer coisa dissipará o fluxo da energia e o esforço estará perdido. Seja uma testemunha de tudo o que esteja acontecendo a você.

Quinto estágio: 15 minutos.

Celebre!… com música e dança, expresse o que quer que se faça presente. Carregue sua vitalidade com você durante o dia inteiro.

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

vipassana

sexta-feira, 9 dezembro , 2011 postado por niskama

Esta meditação consiste basicamente em observar a respiração. É um método que pode ser feito em qualquer lugar, a qualquer tempo, mesmo que você só tenha alguns minutos disponíveis. Você pode simplesmente observar o subir e descer de seu peito ou barriga quando a respiração entra e sai, ou tente esta versão:

Passo 1: Observe a Inalação

Feche seus olhos e comece observando sua respiração. Primeiro, a inalação, de onde ela entra pelas suas narinas, direto para seus pulmões.

Passo 2: Observe o Intervalo Que Segue

No final da inalação há um intervalo,antes que a exalação comece. Isso é de imenso valor. Observe o intervalo.

Passo 3: Observe a Saída do Ar

Agora observe a exalação.

Passo 4: Observe o Intervalo Que Segue

No final da exalação há um segundo intervalo: observe esse intervalo. Pratique esses quatro passos por duas ou três vezes – somente observando o ciclo da respiração, não alterando-o de maneira alguma, apenas observando o ritmo natural.

Passo 5: Contando as Respirações

Agora comece a contar: Inalação – conte 1 (não inclua a exalação), inalação – 2, e assim por diante, até 10.
Depois conte de 10 voltando até 1. às vezes você pode esquecer de observar a respiração ou você pode ir além de 10. Então comece de novo, de 1.

 

“Essas duas coisas devem ser lembradas: observar, e particularmente os intervalos no topo e no fundo. A experiência desse intervalo é você, seu âmago mais interior, seu ser.
E segundo: continue contando, mas não mais do que dez; e retorne até um; e só conte as inalações.

Estas coisas auxiliam a conscientização. Você precisa ficar atento, senão você começará a contar a exalação, ou você irá ultrapassar 10.

Se você gostar dessa meditação, prossiga com ela. Ela é de imenso valor”. Osho

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

gourishankar

sexta-feira, 9 dezembro , 2011 postado por niskama

Esta técnica noturna consiste de quarto estágios de quinze minutos cada. Os primeiros dois estágios são uma preparação para um Latihan espontâneo do terceiro estágio. Se a respiração for feita corretamente no primeiro estágio, o dióxido de carbono formado na corrente sanguínea fará você se sentir tão alto quanto o Gurishankar (Monte Evereste).

Primeiro Estágio: 15 minutos

Sente-se com os olhos fechados. Respire profundamente pelo nariz, enchendo os pulmões. Segure a respiração tanto tempo quanto possível, então exale suavemente pela boca e mantenha os pulmões vazios por tanto tempo quanto for possível. Continue esta respiração por todo este estágio.

Segundo Estágio: 15 minutos

Retorne a respiração normal e, com olhar fixo suave, olhe para a chama da vela ou uma luz azul cintilante. Mantenha seu corpo imóvel.

Terceiro Estágio: 15 minutos

Com os olhos fechados, fique de pé e deixe seu corpo solto e receptivo. Você sentirá as energias sutis movendo seu corpo fora do seu controle normal. Permita este Latihan acontecer. Não faça você o movimento: deixe o movimento acontecer, suave e graciosamente.

Quarto Estágio: 15 minutos

Deite-se com os olhos fechados, silencioso e quieto.

Os primeiros três estágios devem ser acompanhados por uma batida rítmica imutável, combinada, de preferência, com uma música de fundo suave. A batida deve ser sete vezes a batida normal do coração e, se possível, a luz intermitente deve ser um estroboscópio sincronizado.

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

nadabrahma

sexta-feira, 9 dezembro , 2011 postado por niskama

Trata-se de uma antiga meditação tibetana, originalmente feita nas primeiras horas da manhã. Pode ser feita a qualquer hora do dia, só ou com outras pessoas, mas com o estômago vazio. Ao terminá-la deve-se permanecer inativa pelo menos por quinze minutos. A meditação dura uma hora e tem três estágios.

Primeiro estágio – 30 minutos

Sente-se numa posição relaxada com os olhos fechados e os lábios juntos. Comece a emitir o som “hum” suficientemente alto para ser ouvido e criar uma vibração em seu corpo. Pode-se visualizar um tubo oco ou um recipiente vazio. enchendo-o apenas com as vibrações do som “hum”. Chegará um ponto no qual o som acontecerá por si mesmo e você apenas ouvirá. Não há nesta meditação nenhuma respiração especial e você pode alterar a entoação ou mover o seu corpo suave e lentamente se sentir vontade.

Segundo estágio – 15 minutos

O segundo estágio divide-se em duas sessões de 7 minutos e meio cada uma.
Na primeira metade, movimente as mãos com as palmas para cima num movimento circular de dentro para fora. Comece na altura do umbigo, ambas as mãos se movendo para frente se separando para formar dois grandes circulos iguais, um à direita outro à esquerda.O movimento deve ser tão lento a ponto de às vezes, nem parecer que está acontecendo. Sinta que você está dando a energia do seu interior para o universo.

Depois de 7 minutos e meio, volte as mãos com as palmas para baixo e comece a movê-las na direção oposta. Agora vêm as duas juntas em diração ao umbigo, e separam-se ao se aproximarem do corpo, indo para os lados. Sinta que você está trazendo energia para dentro. Como no primeiro estágio, não iniba qualquer movimento suave e lento que aconteça no resto do seu corpo.

Terceiro estágio- 15 minutos

Sente-se absolutamente quieto e silencioso

Nadabrahma para casais

Osho apresentou uma bela variação dessa técnica para casais.
Os parceiros sentam-se de frente um para o outro, cobertos por um lençol e segurando as mãos um do outro entrelaçadas. É melhor não usar nenhuma roupa. O aposento deve estar iluminado apenas pela luz de quatro velas pequenas e deve-se queimar um incenso especial, reservado unicamente para esta meditação.
Fechem os olhos e façam o som juntos durante 30 minutos. Depois de algum tempo é possível sentir as energias se encontrarem, se aprofundanrem e se unirem.

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

nataraj

quinta-feira, 8 dezembro , 2011 postado por webmaster

Deixe a dança fluir de sua própria maneira, não a force. Em vez disso, acompanhe-a; deixe acontecer. Não é um fazer, mas um acontecer. Mantenha-se festivo. Você não está fazendo algo sério, está apenas brincando, brincando com sua energia vital, brincando com sua bioenergia, deixando-a circular à vontade, da sua maneira peculiar. Assim como o vento e as águas do rio fluem, você está fluindo e soprando. Sinta isso.
E seja um brincalhão. Lembre-se sempre da palavra “brincalhão” – para mim, ela é fundamental. Dizemos que a criação é leela de Deus: a brincadeira de Deus. Deus não criou o mundo. O mundo é sua brincadeira.

Nataraj é apenas dança. É a dança como meditação total.
Desapareça nessa dança.
Há três etapas, durando ao todo 65 minutos

Primeira etapa: 40 minutos

Com os olhos fechados, dance como se estivesse possuído. Deixe o ser inconsciente assumir o controle totalmente. Não oriente os seus movimentos nem seja uma testemunha do que está acontecendo.
Apenas coloque-se totalmente na dança

Segunda etapa: 20 minutos

Mantendo os olhos fechados, deite-se imediatamente. Permaneça calado e imóvel.

Terceira etapa: 5 minutos

Dance em celebração e divirta-se.

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

kundalini

quinta-feira, 8 dezembro , 2011 postado por webmaster

Meditação Osho Kundalini

Esta é a irmã mais amada da Meditação Dinâmica. Ela consiste de quatro estágios de 15 minutos cada um.

Primeiro estágio: 15 minutos.

Solte-se e deixe seu corpo todo chacoalhar, sentindo as energias subirem a partir de seus pés. Solte todas as parte do corpo e torne-se o chacoalhar. Seus olhos podem estar abertos ou fechados.

Segundo estágio: 15 minutos.

Dance… do jeito que você sentir, e deixe o corpo todo se mover como ele desejar.

Terceiro estágio: 15 minutos.

Feche os olhos e fique imóvel, sentado ou de pé…testemunhando o que quer que esteja acontecendo por dentro e por fora.

Quarto estágio: 15 minutos.

Mantendo os olhos fechados, deite-se e fique imóvel.

 

“Permita o chacoalhar, não o faça. Fique de pé silenciosamente, sinta-o chegar e, quando o seu corpo começar a tremer um pouco, coopere, mas não o faça tremer. Divirta-se com o tremor, sinta-se abençoado por ele, permita-o, receba-o, dê-lhe as boas-vindas, mas não o deseje.

Se você força-lo, ele se tornará um exercício físico corporal. Então o chacoalhar estará presente, mas apenas na superfície, ele não o penetrará. Interiormente, você permanecerá sólido, como uma pedra, como uma rocha; você permanecerá sendo o manipulador, o fazedor, e o corpo estará simplesmente seguindo. O corpo não é a questão – você é a questão.

Quando eu digo chacoalhe, eu me refiro à sua solidez; seu ser petrificado deve chacoalhar até as próprias bases, para que ele se torne líquido, fluido, se dissolva, flua. E, quando o seu ser petrificado se tornar líquido, seu corpo seguirá. Então, não haverá ninguém chacoalhando, somente o chocalhar. Então, ninguém está fazendo aquilo, aquilo está simplesmente acontecendo. Então, o fazedor não está presente.”

Osho

categorias meditação Osho | No Comments »

Compartilhe!

Desenvolvido por O Tao do site